Pergunte aos Especialistas

Tem algo em mente que queira perguntar sobre refinação? Algumas questões específicas que não sejam abordadas no site ou nas animações? Não tenha problema, porque os nossos especialistas estão aqui para ajudar.

Por favor, preencha o formulário indicando claramente qual é a sua pergunta. Se relevante, ela será encaminhado para a nossa equipa de especialistas que redigirão a resposta a ser publicada online. Será notificado se a sua pergunta for selecionada.

Q: Será que o petróleo vai durar para sempre? 6 Jun 2012
Enviado por Eric, Dublin (Irlanda)

A Agência Internacional de Energia (AIE), uma organização global independente que investiga e elabora estudos sobre uma variedade de temas relacionados com energia, estima que – às taxas de produção atuais - há petróleo suficiente para mais 46 anos. Esta estimativa inclui novas descobertas de petróleo e as reservas atuais de fontes convencionais e não convencionais, como petróleo de xisto e areias betuminosas. Segundo estimativas da AIE, o volume de recursos recuperáveis isto é – petróleo existente sob a superfície da terra que ainda não foi processado – é em última análise, muito maior do que as reservas provadas.

Q: Além da gasolina e do plástico, o que mais é feito de petróleo? 4 Jun 2012
Enviado por Nicole, Londres (Reino Unido)

 A lista de objetos do quotidiano feitos a partir do petróleo é praticamente infinita. No local de trabalho, produtos provenientes da refinação podem ser encontrados em computadores, telefones, tinta, canetas e borrachas. Em casa, um grande número de produtos, como móveis (camas, colchões, frigoríficos, roupa de cama), objetos de lazer e gadgets (bolas de golfe e de voleibol e raquetas de ténis) e vestuário (têxteis, como tecidos de nylon, poliéster e estampados) são possíveis graças à refinação. Na verdade, os derivados do petróleo desempenham um papel essencial em muitos setores. Por exemplo, na agricultura, o petróleo é usado em pesticidas, herbicidas e em tubagens de rega. No sector farmacêutico, produtos derivados do petróleo são usados em bolsas de sangue e de soro fisiológico, tubos e cápsulas. Na indústria automóvel os derivados do petróleo são usados para fazer assentos, ceras, pneus e escovas limpa para brisas.

A Associação de Gás e Petróleo de Illinois compilou uma lista parcial de aplicações, mas ainda existem muitas mais que precisam de lhe ser adicionadas.
Certifique-se que visita a nossa animação dedicada às muitas utilizações que o petróleo tem na sua vida!

Q: Há reservas de petróleo na Europa? 1 Jun 2012
Enviado por Stanislas, em Estrasburgo (França)

A grande maioria das reservas de petróleo da Europa está localizada no Mar do Norte, embora a produção esteja em declínio. Em 2020, menos de 20% do consumo total bruto da UE terá origem nesta área - que representava 30% em 2010 [ver gráfico]. No contexto global, a Europa representa apenas cerca de 1-2% das reservas mundiais de petróleo. O Médio Oriente detém cerca de 77% das reservas mundiais de petróleo, seguido pela Rússia e pelos países do Mar Cáspio, com cerca de 11%. É por isso que as questões de segurança relativas ao fornecimento de petróleo são uma preocupação fundamental para os cidadãos europeus e para as indústrias - especialmente quanto ao desenvolvimento de novas tecnologias que possibilitem uma maior eficiência energética.

Q: Porque não são o gasóleo e a gasolina vendidos ao mesmo preço? 25 May 2012
Enviado por Daniele, Florença (Itália)

São diversos os fatores responsáveis pela diferença de preço entre o gasóleo e a gasolina, que vão desde razões estruturais e económicas até aos custos de produção e distribuição. As diferenças de impostos a nível nacional para ambos os produtos têm um impacto muito grande no preço final na bomba.
 Ambos, gasóleo e gasolina, são derivados do petróleo bruto e podem ser utilizados para alimentar meios de transporte semelhantes (automóveis, autocarros, camiões, etc.) No entanto, eles são destilados usando métodos diferentes.

Até aos anos 1980, os refinadores europeus estavam configurados para produzir mais gasolina do que gasóleo. Foi a introdução de incentivos fiscais significativos ao gasóleo que impulsionaram o aumento da procura. A implementação de incentivos ao abate de viaturas também originou um aumento nas vendas de carros a gasóleo e, consequentemente, a procura deste combustível.

Os refinadores europeus têm enfrentado uma situação de excesso de capacidade de produção de gasolina e de escassez de produção de gasóleo. Os fornecedores não europeus de gasóleo têm aumentado as suas vendas na Europa. Este fenômeno é chamado o “desequilíbrio gasóleo / gasolina".

Como resultado, o preço do gasóleo e da gasolina, é não só influenciado pelas diferenças no processo de produção e distribuição, mas também pela evolução distorcida da procura e pelos desequilíbrios fiscais entre ambos.

Q: Porque é que a gasolina é tão cara? 22 May 2012
Enviado por Enviado por Maria, Edimburgo (Reino Unido)

A flutuação do preço dos combustíveis na bomba, tanto para a gasolina como para o gasóleo, não resulta apenas dos custos de produção e de distribuição. Na verdade, existem dois tipos principais de impostos que afetam o preço final: impostos sobre consumos específicos e impostos de valor acrescentado (IVA). Normalmente, na UE, mais de metade do preço do combustível é devido aos impostos, que variam muito de país para país e tendem a ser mais elevados para a gasolina do que para o gasóleo.